Saúde e beleza na terceira idade

A Dermatologia é uma especialidade médica predominantemente ambulatorial, que lida com problemas de pele, cabelos, unhas e mucosas. Abrange cerca de 3.000 transtornos, incluindo alergias, processos inflamatórios – como eczema e psoríase – , infecções, doenças autoimunes, câncer de pele e distúrbios genéticos, podendo acometer desde o recém-nascido até o indivíduo centenário. Alguns quadros são mais graves e podem exigir que o paciente seja internado e, nesse âmbito hospitalar, a Dermatologia geriátrica merece destaque.

Grande parcela dos idosos possui pelo menos uma, duas ou três dermatoses, além de várias doenças de outros órgãos que apresentam manifestações cutâneas. Os temores cutâneos (benignos, pré-malignos e malignos), micoses superficiais, ressecamento/espessamento da pele, manchas, alergias, psoríase e herpes zoster são os problemas comuns nos brasileiros com 65 anos ou mais.

“A Pele pode revelar doenças originadas em todos os órgãos do corpo humano, por vezes muito antes que sinais e sintomas específicos sejam percebidos. É, portanto, natural estabelecermos uma interface com grande parte ou outras áreas da saúde”, explica Fred Bernardes Filho (RQE: 53117 / CRM: 129727), que está à frente do Departamento da Nova Beneficência Ribeirao Preto.

A instituição é referência na prevenção, na investigação, no diagnóstico e no tratamento clínico e cirúrgico de casos de média-alta complexidade em diversas especialidades médicas. Para facilitar o acesso dos pacientes particulares e de convênios, o setor iniciou atendimento ambulatorial.

“Os pacientes internados no hospital que necessitam de interconsulta com a Dermatologia têm a garantia de uma avaliação integral, combatendo a doença para promover a saúde e a beleza”, conclui o especialista.

Essa matéria é parte integrante da Revista Ancienne, edição nº06 de Dezembro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *